Dor na Costela na Gravidez: Tudo o que você precisa saber

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Share on linkedin

As modificações que uma gravidez traz podem afetar o corpo da mulher de diversas maneiras, inclusive fazendo com que certas dores apareçam. Porém, ter dores nunca é algo bom, principalmente quando você tem tantas outras preocupações não apenas sobre sua saúde e a do bebê, mas também tudo o que envolve a gravidez e o que virá após ela. Entendendo essa preocupação de muitas mulheres, resolvemos abordar hoje um assunto muitas vezes deixado de lado, a dor na costela na gravidez. Será isso algo grave ou tranquilo e comum nesse período tão conturbado em seu corpo? Descubra agora!

Dor nas Costelas na Gravidez é Normal?

Antes de mais nada, é importante explicarmos que não existem regras fixas quando o assunto é gravidez. O corpo de cada mulher trabalha de uma forma diferente. Por isso, muitas possuem dores que outras nem imaginam que existam. Com “normal” aqui, queremos dizer, portanto, que acontece em diversos casos e que não apresentam nenhum tipo de perigo excepcional.

Com essas explicações dadas, podemos afirmar que sim, é normal ter dor nas costelas, no final da gravidez principalmente o que não significa que elas não devem ser tratadas ou que não devem ser levadas a sério. Pelo contrário, é exatamente por serem tão recorrentes que os tratamentos têm que ser feitos da melhor forma possível. Não é incomum ouvirmos uma mulher reclamar de dor na costela direta, do lado esquerdo ou até mesmo dos dois lados. Mas para entendermos exatamente os motivos e como isso pode ser tratado temos que falar neuralgia intercostal.

O que é Neuralgia Intercostal?

Também chamada de nevralgia intercostal, essa é uma condição que pode surgir por diversos motivos tanto em homens quanto em mulheres e que indica uma irritação ou mesmo inflamação em algum nervo das costelas. No caso das mulheres gravidez, ela pode se caracterizar por uma dor debaixo da costela, intensa e continua. A neuralgia intercostal é uma doença que pode trazer muito incomodo para a mulher em um período de sua vida em que a atenção com a saúde deve ser redobrada. Para que você entenda melhor sobre o assunto, separamos alguns tópicos importantes que vão te fazer entender melhor o que é a neuralgia intercostal. Eles são:

  • Causas da dor na costela na Gravidez
  • Principais Sintomas
  • Tratamento da Neuralgia Intercostal

Vamos falar sobre cada um deles separadamente para que possamos os abordar de forma profunda e simples de ser entendida.

Causas da dor na costela na Gravidez

A neuralgia intercostal é a complicação das dores nas costelas durante a gravidez, mas o que faz com que isso aconteça? Existem muitas possíveis causas, como:

  • Alterações hormonais – Por conta da grande manifestação de hormônios que ocorre durante a gravidez, certos músculos podem ficar muito inchados e acabar comprimindo os nervos da costela de uma mulher, o que faz com que essa doença surja.
  • Aumento do útero – O aumento do útero exige que todos os órgãos a sua volta se reorganizem em um espaço muito menor, o que faz com que o espaço entre as costelas da mulher também seja menor. Isso faz com que certos nervos possam ser comprimidos demais, causando a inflamação.
  • Falta de vitamina B – Pode parecer que não, mas a vitamina B é essencial para que uma mulher evite problemas como a neuralgia intercostal.
  • Infecções por vírus – Outra coisa que pode fazer com que os nervos da costela de uma mulher grávida inflamem são infecções causadas por vírus. Nesse caso, é imprescindível a consulta em um especialista para que o tratamento correto seja indicado.

Principais Sintomas

Apesar de a dor na costela ser o sintoma mais evidente, existem muitas outras coisas que a mulher também deve prestar atenção, até mesmo no tipo de dor. Quando há a neuralgia intercostal, a dor normalmente é intensa, aguda e localizada em um ponto específico, que é onde o nervo danificado está. Além disso, reflexos dessa dor podem ser sentidos em outros órgãos, como o estômago e até mesmo os ombros. Outro sintoma bastante característico dessa condição é que as dores costumam piorar quando a mulher toma certas posturas ou se deita em determinadas posições.

Tratamento da Neuralgia Intercostal

Agora que você já entendeu o que é essa doença, quais são suas causas e os principais sintomas, podemos finalmente falar sobre o tratamento. Como já dissemos anteriormente, existem alguns casos que precisam ser analisados separadamente, como quando a dor na costela na gravidez é causada por conta de um vírus, por exemplo. Porém, é possível apurarmos o que os médicos costumam indicar no geral. O uso de medicamentos normalmente é contraindicado, mas o médico pode acabar receitando uma dose aceitável se o seu caso necessitar disso.

Existem também algumas coisas que você pode fazer para aliviar essas dores, como o uso de compressas quentes em cima do nervo inflamado, além de exercícios específicos que ajudam a fazer com que a dor seja menos prejudicial.

Vale ressaltar que a automedicação nunca é recomendada, mas isso é algo especialmente perigoso quando se está grávida, já que não apenas a sua saúde pode estar em risco, mas a do bebê também. Sempre que você tiver um problema desse tipo, procure um especialista para diagnosticar e indicar o tratamento mais correto para você. Essa é a única forma de garantir uma boa saúde intacta para você e para seu filho.

Ninguém gosta de sentir dores, especialmente se essas dores surgirem em um momento tão delicado como a gravidez. Mas a verdade é que muitas coisas podem ocorrer e entender o motivo é essencial para que você entenda também como tratar esse problema e fazer com que ele não volte a te incomodar. A gravidez é um momento em que você tem muitas preocupações. Por isso, se livrar de uma delas e evitar que isso te incomode novamente faz com que você possa focar no que realmente interessa, que é a chegada do seu filho ao mundo.



Fonte: Trocando Fraldas

Mais Matérias