Introdução Alimentar da Alice. | Lá Vem Bebê

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Share on linkedin

Sexta feira, do dia, 19 de julho de 2019, começou finalmente a introdução alimentar da Alice!

Sei que muitas mães ficam ansiosas por esse dia tão marcante. Afinal, vamos usar os utensílios legais que ganhamos e compramos para o nosso bebê; além de poder ver as caretinhas fofas dos nossos filhos experimentando novos sabores. Época de escolher um cadeirão de alimentação, babadores, pratinhos, copinhos, garfinhos, colherinhas etc.- é tão legal!

Temos a esperança de que o bebê também comece a dormir melhor e por mais tempo com a barriguinha cheia, mas não gere muitas expectativas! Já vou dizendo que a Alice continua acordando pelo menos uma vez para mamar de madrugada.

A Alice passou no médico pediatra e ele liberou no mês de julho apenas sucos e frutas. Um mês depois, no retorno, introduziu o almoço e depois de uma semana, a janta.

Vou deixar listado abaixo, a introdução alimentar de frutas da Alice até o dia em que ela foi liberada para as papinhas “salgadas”. Vou dizer o que deu e o que não deu certo e suas reações.

Neste artigo você vai encontrar:

A recomendação do médico pediatra da Alice foi:

Dar suco das 09hs à 10hs e substituir uma mamada. Iniciar com 60ml e ir aumentando a dosagem conforme aceitação.

  • Laranja lima (pera);
  • Mamão;
  • Maçã;
  • Cenoura;
  • Beterraba;
  • Acerola.

Papas de fruta entre 14hs à 15hs, oferecer quando aceitar.

  • Mamão;
  • Maçã;
  • Pera;
  • Banana (maçã ou prata).

Um mês depois…

Almoço todos os dias e introduzir a janta após uma semana de introdução alimentar do almoço.

  • Legumes (2 tipos);
  • Verdura (1 tipo);
  • Grão (1 tipo).

3 a 4 vezes/semana

  • Arroz;
  • Ovo;
  • Carnes: vaca/frango/peixe/porco;
  • Massas.

O que eu esperava fazer na introdução alimentar?

A um tempo conheci o método BLW e achei que seria assim a introdução alimentar da Alice. Vi muitos benefícios que poderiam trazer para uma experiência boa com a comida. É um processo bem lento e admito que, apesar de ter estudado muito sobre esse método, achei que seria melhor fazer uma mistura deste método com o tradicional -a papinha. Eu queria ver minha filha bem alimentada, mas tendo várias experiências que o BLW proporciona (veja quais os benefícios e o que é BLW neste post).

Confesso que ainda estou apegada a não querer manchar as roupas da Alice, já que algumas já ficaram com as marcas da guerra e não saíram. Então, quando o tempo está quente e ela está usando uma roupa de casa, consigo deixar ela manusear e tentar comer os primeiros pedaços com o método BLW e depois ofereço se precisar a papinha ou purê para me assegurar que ela não vai ficar com fome.

Eu procuro oferecer alternativas possíveis para a minha filha. Não quero mostrar que existe um único jeito de fazer as coisas, seja comer, brincar, dormir… Eu preciso saber que tem hora que não poderei oferecer o alimento dela do jeito que eu gosto, que um dia ela irá ter suas refeições na escolinha, na casa da vovó, na casa da titia, de formas diferentes da minha.

Confesso que a Alice tem ficado com preguiça ultimamente de levar a comida para a boca, também com preguiça de mastigar. Por isso, tenho pelo menos oferecido na colher, ou coloco na mesinha do cadeirão pedaços para ela manusear; tem funcionado, ela está aprendendo a mastigar!

Importante: Não tente o BLW depois que a criança já tenha comido a papinha ou purê, porque o método BLW, no começo, causa ânsia de vômito no bebê que é chamado de reflexo de GAG.

 

Dia Café da Manhã Janta Observação
1 Banana e Laranja (BLW); Não gostou de comer nenhum dos dois;
2 Raspa de maçã fuji; Comeu só seis colheradas;
3 Suco de laranja lima; Amou a laranja em forma de suco, não fez cocô o dia todo;
4 Suco de mamão papaya com laranja lima e couve; Usei mamão para soltar um pouco o intestino, funcionou!
5 Não anotei;
6 Não anotei;
7 Não anotei;
8 Suco de laranja lima; Cenoura (BLW) Não fez cocô;
9 Suco de laranja lima; Banana e laranja lima (BLW) Não fez cocô;
10 Maçã ralada; Fez muito cocô de tarde, chegou a vazar;
11 Suco de laranja lima; Melancia (BLW); Estava com a fralda suja na janta, não quis comer (eu não sabia);

 

Introdução alimentar de almoço e janta

Dia Café da Manhã Almoço Café da Tarde Janta Observação
Purê de cenoura com maçã e batata doce; Fez cocô só de noite e muito (ainda está mole);
Suco de laranja lima; Músculo com batata, cenoura e tomate; Tomou chá de erva doce e amou; Não fez cocô;
Levei minha primeira mordida ao amamentar. Tomou suco de laranja lima; Não fez cocô;
Suco de laranja lima; Purê de músculo, cenoura, batata e tomate; Chá de erva doce; Fez cocô só depois do banho;
Suco de laranja lima; Purê de músculo, cenoura, batata e tomate; Mamão; Me mordeu novamente;
Arroz, purê de carne moída, batata e cenoura; Laranja Lima (BLW); Fez cocô de manhã. Comeu pouco almoço, queria o arroz mais amassado;
Suco de laranja lima; Carne, batata com cenoura e batata doce; Maçã red; Experimentou bolinha de queijo (festa do bisavô), vomitou em seguida; Primeira noite que dormiu bem, das 01:30am até 08:30am;
Papinha de brócolis e kabochan. Experimentou carne de churrasco e amou; Papinha de batata, cenoura e mandioquinha; Fez cocô cedo. Não curtiu os brócolis porque ficou amargo;
Suco de laranja lima; Papinha de batata, cenoura e mandioquinha; Chá de erva doce; Carne moída, kabochan, batata, cenoura e couve; Não anotei;
10° Mamão Carne moída, kabochan, batata, cenoura e couve; Mingau de arroz e cereal; Cenoura e batata doce; Fez cocô quando acordou, estava meio seco;
11° Abacate e banana; Carne moída, kabochan, batata, cenoura e couve; Mamão Fez cocô de manhã e de tarde;
12° Carne moída, kabochan, batata, cenoura e couve. Purê de batata do restaurante; Batata doce, carne moída, abobora e maçã;
13° Suco de laranja lima; Cenoura com maçã, abobora e carne moída com batata, tomate e cenoura; Chá de erva doce; Acordou com cocô;
14° Suco de laranja lima; Sopa; Banana, pera e maçã; Sopa; Fez cocô de tarde;
15° Suco de laranja lima; Sopa e batata doce; Banana; Sopa; Quase não jantou;
16° Suco de laranja lima; Creme de frango; Banana com abacate; Creme de frango; Acordou várias vezes de madrugada. Tomou vacina de meningite;
17° Suco de laranja lima; Batata doce e sopa; Banana com abacate; Creme de mandioca, frango, abobrinha, mandioquinha, cenoura e batata; Acordou várias vezes de madrugada;

 

Depois de uns quinze dias, a Alice começou a ter mais interesse pela comida e até dar boas colheradas, no começo quis segurar a colher, porquê não entendia o que era, achava que era um brinquedo, depois deixava eu colocar o alimento na boca dela, mas ficou meio preguiçosa depois de um tempo, ou seja, só abria a boca mesmo e não queria levar os alimentos para boca.

Por que é importante a mastigação?

  • Ajuda a musculatura a se fortalecer e por consequência, facilita a fala e dentição do bebê.

Como ficou a amamentação?

Amamento sempre em torno das 06hs ou 07hs. O café da manhã dou por volta das 09hs e sempre que ela tira as sonecas eu amamento. Infelizmente, sinto que a produção de leite diminuiu bem e até tive que complementar várias vezes de noite com mamadeira; durante as tardes, quando o peito estava mais vazio, tive que tapear ela com água e chá.

Procurei para vender a medicamento que faz aumentar a produção de leite, mas está em falta no mercado. Então a médica disse para usar um outro que ajuda na produção e é bem fácil de encontrar. Já que ele na verdade é um remédio antiemético. Tomei e me deu tanto sono que estou hesitante em tomar novamente. O jeito é tomar muita água!

Dúvidas que foram geradas durante esse período:

Pergunta: Se o suco e a papinha é para substituir uma das mamadas, posso oferecer o peito mesmo assim, caso meu bebê ainda sinta fome no começo da introdução alimentar?

Resposta do médico: Não, deve substituir a mamada.

Realidade: No começo, quando o bebê apenas experimenta a comida ou suco ele procura o leite. Eu acabei cedendo o peito para Alice, não acho ruim amamentá-la já que pretendo continuar pelo menos até ela completar um ano.

Dicas

-Não comece a introdução alimentar de noite.

Motivo: É importante você estar de olho nas possíveis reações que o alimento possa causar no seu bebê. Alergia, prisão de ventre, diarreia, irritação, cólica entre outros.

-Ensine que a cadeirinha de alimentação é feita para se alimentar

Motivo: Todos bebês estão em uma fase de aprendizado constante. Vai ser a primeira vez que vai entrar em contato com o objeto, sentar-se e ficar curioso. Se você o condicionar de que ali, sentado, é o momento somente de se alimentar, com o tempo vai ter uma criança que respeita mais os horários das refeições.

Quando a cadeirinha da Alice chegou, meu esposo quis colocá-la para experimentar, ela ficava tão segura sentadinha que ele quis dar brinquedos para colocar em cima da mesinha para ela interagir; tive um momento de luz e que faz todo sentido. Minha filha ainda não tinha entrado em contato nem com a comida, ela não entendia nem o que estava fazendo na cadeira, então, logo pensei que a cadeirinha, assim como qualquer novo objeto, deve ser mostrada na íntegra para que ele é feito. Digo isso porque subestimamos o poder cognitivo dos bebês. Mas já não dizia nossas mães … “quando a criança chegar da maternidade, coloque-o no berço para saber que é ali que ele vai dormir”. Então, coloque seu bebê no cadeirão sem distrações – é hora do papa!

-Nada de tablet na hora da refeição

Motivo: A criança passa a não perceber o que está comendo, ela só coloca na boca ou colocam na boca dela o alimento. Ela não vê a cor e cara da comida. Ela vai saber o gosto do feijão, por exemplo, mas não sabe o que é o feijão em sí.

Posso até estar cuspindo para cima, e um dia, quando ela estiver maiorzinha, ceder ao tablet só pra vê-la alimentada, não importando a circunstâncias. Mas até então, para distrai-la sem o uso de brinquedo ou tablet, canto para ela, uso os utensílios de alimentação como forma de distração – ela ama esse momento!

-Se ainda dá tempo, ensine que a hora de comer não é hora de brincar

Motivo: Quem não conhece uma criança que faz suas refeições na frente do tablet? Será que essa criança está sentindo os sabores da comida, ou está distraída vendo desenho? E o momento em família?

Pois é, precisamos primeiro dar o exemplo! Não é fácil, atualmente nos pegamos mexendo no celular em nossas próprias refeições, e pior, também junto com os amigos e visitas.

-Alterne os alimentos que soltam o intestino com os que prendem.

Motivo: Nem todos os alimentos considerados laxativos vão funcionar com seu bebê. No meu caso, a Alice tomou suco de laranja lima (que é laxativo) e prendeu o intestino por um ou dois dias no começo da introdução alimentar; depois começou a regularizar.

Toda vez que a carne tinha maior porcentagem na hora de preparar a refeição, prendia e prende o intestino da Alice.

-Dê sempre água

Motivo: As carnes, frutas, e legumes possuem muitas fibras, e apesar de alguns alimentos serem laxativos, muitas fibras e pouca hidratação podem fazer um efeito tampão.

O que acho mais importante na introdução alimentar?

Respeito! Essa é a chave para uma criança feliz e uma mãe menos estressada. Tudo é novidade para a criança, ela não sabe o que é se alimentar de sólidos, o que é comer sentado na mesa, o que é um talher, um prato, um alimento, um suco… Que seja prazeroso esse primeiro contato! Se ela não sentir interesse na hora, tente um outro momento, se ela recusa a comer algo, mas já experimentou, tente novamente outro dia, se ela está irritada e chorosa, tire ela da cadeirinha – não é para ela achar que é um castigo estar presa e sentada, sendo forçada a comer algo que ela não quer. Mostre alegria quando a criança aceitar as colheradas, elogie, faça festa, converse, cante, explique…

Este momento pode ser mais do que apenas colocar a comida na boca e estar com a barriga cheia. Pode ser um momento de muito aprendizado, experiências sensoriais: tato, paladar, olfato e por quê não, auditivo. Ah! Se alimentar também é ciência. A força gravitacional vai te mostrar isso quando seu bebê começar a jogar as coisas do cadeirão para o chão; e isso é legal? Sim, os bebês aprendem por teste e repetição. Para gente não vai ser muito legal, mas tenha paciência, arranje um cachorro para comer as migalhas, seu bebê está aprendendo sobre o mundo!



Fonte: Lá vem bebê

Mais Matérias