Mulher grávida ovula? – Trocando Fraldas

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Share on linkedin

Ao mesmo tempo que a gravidez é um período de muita felicidade tanto para as mães quanto para os pais, é também um período de muitas dúvidas e descobertas, sobretudo para as mães de primeira viagem. É natural que muitas dúvidas apareçam, coisas que você nunca imaginou que poderia se perguntar, mas que agora são muito importantes. Uma dessas perguntas normalmente feita por grávidas é: Será uma mulher grávida ovula? Vamos falar exatamente sobre esse tema no texto de hoje. Portanto, se você estiver curiosa sobre o assunto, leia até o fim e descubra todas as informações que precisa!

O que é Ovulação?

Antes de mais nada, é preciso explicarmos o que é a ovulação e como ela funciona. Essa explicação é fundamental para que possamos adentrar no assunto do texto e entender mais profundamente as questões aqui abordadas.

A ovulação é um processo que faz parte do ciclo menstrual de qualquer mulher. É quando um óvulo segue do ovário para a tuba uterina para que possa ser fecundado, fazendo com que esse seja o período fértil de uma mulher. Caso essa fecundação não ocorre, acontece a menstruação, que nada mais é do que os restos de mucosa do óvulo e algumas outras substâncias que são expelidos pela vagina.

O ciclo regular de uma mulher é de 28 dias, em média, o que significa que a ovulação normalmente ocorre entre o 11° e o 15° após a última menstruação. Porém, é necessário frisar que isso é apenas uma média e não pode ser levada como método para medir o dia exato da ovulação. Mais adiante no texto abordaremos esse tema para que você conheça os métodos mais eficazes para saber isso.

Sinais da Ovulação

Quando a ovulação está ocorrendo no corpo de uma mulher, alguns sinais são claros, embora existam outros que nem sempre aparecem. Alguns dos principais são:

  • Secreção vaginal – É um tipo de secreção que ajuda na lubrificação da vagina e também facilita a entrada de espermatozoides para a fecundação.
  • Aumento do apetite – No período de ovulação, o corpo da mulher produz um nível maior de progesterona, o que faz com que o apetite também aumente.
  • Aumento da temperatura do corpo – Outro efeito colateral do aumento da progesterona é o aumento da temperatura no corpo, que em algumas mulheres é mais perceptível do que em outras.
  • Aumento da libido – Também por conta do hormônio progesterona, muitas mulheres podem ter aumento da libido no período de ovulação.
  • Dor pélvica – A dor pélvica também é um sintoma que pode aparecer em algumas mulheres no período de ovulação, embora ele seja menos comum do que os outros aqui citados.

Vale ressaltar que existem muitas mulheres que não apresentam nenhum desses sintomas e ainda assim têm o corpo ovulando normalmente. Por isso, apesar de serem bons indicativos, esses sinais não podem funcionar como uma afirmação de que a mulher está ou não ovulando em determinado dia.

Como saber o Dia Exato da Ovulação?

Como já dissemos anteriormente, existe uma média que aponta que a ovulação da mulher ocorre cerca de 14 dias antes da próxima menstruação. Porém, quando se trata de um corpo humano em que muitas variáveis podem afetar essa média, outros métodos acabam sendo mais eficazes.

O principal deles é o exame que mede o nível de LH (hormônio luteinizante) na urina da mulher e progesterona em seu sangue. A ultrassonografia transvaginal, porém, é o método mais preciso para medir se a mulher está ou não ovulando.

É claro que você não precisa fazer exames todos os dias para saber se está ou não ovulando. Exatamente por isso existem outros métodos como os testes de farmácia, que são muito eficazes, apesar de nem sempre serem 100% precisos. Essa é uma ótima forma de mulheres que possuem menstruação irregular de saber exatamente o dia de sua ovulação.

É possível ovular estando grávida

Agora que já falamos sobre o que é ovulação e como esse processo ocorre no corpo de uma mulher, é mais fácil discutirmos o tema do texto, sobre se uma mulher grávida ovula ou não. Antes de mais nada, é necessário falarmos que, em uma gravidez comum, o corpo da mulher impede que ela continue ovulando para que nenhum outro óvulo possa ser fecundado e, consequentemente, para que nenhum problema aconteça com a gravidez em curso.

Porém, existem situações extraordinárias em que uma mulher continua ovulando mesmo após estar grávida. Essa situação ocorre por conta de alterações hormonais que fazem com que o corpo continue trabalhando normalmente mesmo após a fecundação ter ocorrido. Apesar de existir a possibilidade de que isso ocorra, é algo extremamente raro e ocorre normalmente com mulheres que fizeram tratamento com hormônios para poderem engravidar. O nome que se dá a esse fenômeno é superfetação.

É possível engravidar estando grávida?

Essa pergunta pode até soar estranha, mas ela é mais comum do que você imagina. Como já dissemos anteriormente, é possível que uma mulher continue ovulando mesmo após a fecundação do óvulo, o que acaba gerando uma gravidez de gêmeos, caso ela tenha relações sexuais sem nenhum tipo de proteção. Isso pode ocorrer também porque espermatozoides ficam vivos dentro do corpo de uma mulher por até 3 dias e podem acabar fecundando o óvulo tardiamente caso esse fenômeno ocorra. É importante lembrar que isso só ocorre quando a mulher está grávida há apenas alguns dias, além de ser algo extremamente raro.

Em um ultrassom, é possível identificar que um feto é mais velho do que outro por conta de seu desenvolvimento. Porém, isso nem sempre significa que a mulher engravidou já estando grávida, já que existem também desenvolvimentos diferentes de fetos mesmo com uma gravidez comum.

Mesmo que a superfetação seja confirmada, isso não altera muito na relação da mulher com sua gravidez de gêmeos, uma vez que a diferença de idade entre um bebê e outro costuma ser de poucos dias, o que não tem muitos efeitos na hora do parto. Caso haja uma diferença um pouco maior, o mais recomendado é que o parto seja feito em um meio termo entre a idade dos dois para que não haja nenhum tipo de problema.

Apesar de parecer algo trivial para muitas pessoas, questões como se uma mulher grávida ovula são muito importantes para outras. Portanto, esclarecer não apenas essa, mas também outras questões relacionadas às mudanças no corpo de uma mulher durante a gravidez, é positivo de diversas maneiras. Primeiramente porque a mulher fica mais calma sobre o que ocorre consigo mesma durante esse período de tantas dúvidas, e também porque ela acaba conhecendo seu corpo melhor, o que é sempre algo bom. Portanto, não tenha medo de ter dúvidas e, principalmente, de correr atrás das respostas. É assim que você consegue ter uma gravidez mais sadia e mais tranquila. No fim, é isso que todas as futuras mães querem.



Fonte: Trocando Fraldas

Mais Matérias