Periodontite: O que é, principais Causas e Tratamentos

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Share on linkedin

Os problemas que podemos ter com a saúde dos dentes vão muito além das cáries que a maioria de nós está acostumada e podem gerar muitos outros problemas. Na verdade, doenças como a periodontite podem gerar consequências graves quando não tratadas. Mas que consequências são essas? O que é a periodontite? Como ela surge? Quais são seus tratamentos? Se quiser saber a resposta para essa e outras perguntas relacionadas ao tema, confira o nosso texto de hoje até o fim!

O que é a Periodontite?

Periodontite, também conhecida como doença periodontal, é uma condição que atinge os ligamentos e ossos que dão sustento aos dentes. É a principal causa de perda de dentes no Brasil e uma das principais no mundo todo. Muitos a confundem com a gengivite, mas ela pode ser considerada uma evolução dessa outra doença ou mesmo um estágio mais avançado dela.

A periodontite é uma doença relativamente fácil de ser evitada, mas ainda assim vemos milhões de casos ocorrendo todos os anos. Além da falta de informação sobre como devem ser os hábitos de higiene bucal corretos, há também um fator social que acaba fazendo com que pessoas com menos recursos desenvolvam esse tipo de doença com mais facilidade, já que muitas vezes elas não têm acesso aos materiais necessários ou mesmo às informações sobre a prevenção da doença.

Causas da Periodontite

Como dissemos anteriormente, a periodontite ocorre quando a gengivite não é tratada da maneira correta. Essa doença, é fruto de uma má higiene bucal, que faz com que os tártaros se acumulem em excesso e cheguem até a parte debaixo da gengiva, os chamados tártaros subgengivais. Quando esse problema não é tratado, ele causa inflamação que, por sua vez, causa a gengivite. Em um caso mais grave onde não há nenhum tipo de tratamento, a gengivite acaba evoluindo para a periodontite, doença muito mais grave e difícil de ser tratada.

Sintomas da Periodontite

Uma pessoa pode desconfiar que possui periodontite quando apresenta os seguintes sintomas:

  • Gengivas excessivamente vermelhas ou arroxeadas
  • Inchaço nas gengivas
  • Sangramentos espontâneos das gengivas
  • Mau hálito constante

Apesar disso, é imprescindível procurar um dentista para se ter certeza do que se trata e para que o tratamento da doença seja feito da maneira correta.

Fatores de Risco

Apesar de se tratar de uma doença que evolui de outra, existem diversos fatores de risco que podem contribuir para que ela surja, como:

  • Ter gengivite
  • Predisposição genética
  • Histórico de problemas dentários
  • Ingestão de determinados medicamentos
  • Imunidade baixada causada por outras doenças
  • Diabetes
  • Idade muito avançada
  • Maus hábitos de higiene bucal
  • Má alimentação
  • Ter realizado sessões de quimioterapia
  • Tabagismo

É claro que manter hábitos de higiene bucal ajudam a não desenvolver a doença, porém, se você possui qualquer um dos fatores que listamos acima, a doença tende a se desenvolver com mais facilidade.

Tratamentos da Periodontite

Felizmente, a doença periodontal pode ser tratada, apesar de não ser um processo simples. Existem basicamente duas formas de trata-la, que são:

  • Raspagem Periodontal
  • Cirurgia Periodontal

Vamos explicar como cada uma das duas é feita e mostrar em que casos devem ser usadas.

Raspagem Periodontal

A raspagem periodontal, na verdade, é utilizada para tratar do estágio anterior da doença, a gengivite, ou seja, pode ser considerada uma prevenir a periodontite. Esse tratamento consiste no uso de aparelhos como o ultrassônico e a cureta periodontal para eliminar os tártaros subgengivais que causam a doença. Pode ser um procedimento incômodo para muitas pessoas, mas costuma ser muito eficaz e relativamente rápido.

Cirurgia Periodontal

A cirurgia periodontal é um processo necessário quando estruturas dos dentes estão comprometidas, como as ligações e ossos que os mantém. Ela consiste na retirada de partes do tecido gengival para que uma limpeza geral seja feita. Após tudo completo, um dentista poderá colocar excertos de osso, proteínas e até mesmo de tecidos moles para que a pessoa que passou pela cirurgia não sofra com os problemas estéticos que ela pode causar. Apesar de não ser uma cirurgia muito complexa, diversos cuidados devem ser tomados, principalmente no pósoperatório, para que ela seja realmente um sucesso.

Consequências da Periodontite

A principal consequência da periodontite é a perda total dos dentes, causada pelo extremo enfraquecimento das bases que os sustentam. Porém, junto com isso, outros problemas também podem surgir, como a baixa autoestima causada pela perda dos dentes, problemas de socialização e até mesmo, em casos mais graves, doenças como depressão.

Portanto, se uma pessoa chegar ao ponto de perder os dentes por causa da doença periodontal, é importante que ela faça um tratamento com uma psicóloga para evitar que problemas piores surjam.

Como prevenir a Periodontite?

A principal forma de prevenção da periodontite é mantendo uma boa higiene bucal. Isso significa visitar um dentista com frequência (pelo menos uma vez a cada 6 meses), escovar os dentes após todas as refeições, ao acordar e antes de dormir, além de também fazer o uso de itens como o fio dental e enxaguantes bucais. Manter esses hábitos não te ajuda a se livrar apenas da periodontite, mas também de diversos outros problemas que podem surgir, como cáries e canais, por exemplo.

A periodontite é uma doença que pode gerar diversos problemas em nossa vida, problemas esses que vão muito além da saúde de nossos dentes. Apesar disso, a prevenção da doença pode ser feita de forma bastante simples e eficaz. Portanto, a nossa principal dica aqui é que você siga todas recomendações para prevenir a periodontite à risca e, assim, evitar que a doença possa trazer consequências mais graves. Ainda que existam tratamentos, eles devem ser recursos utilizados apenas quando não há nenhuma outra alternativa. Sua saúde bucal é também a saúde de todo o seu corpo. E ter cuidado com ela é ter cuidado também com sua vida. Lembre-se disso.



Fonte: Trocando Fraldas

Mais Matérias