por que acontece e como tratar –

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Share on linkedin

O bico do peito rachado costuma aparecer nas primeiras semanas de amamentação devido à pega incorreta do bebê na mama. E para exaltar esse lado #MaternidadeReal, a atriz Letícia Colin publicou em seu perfil no Instagram uma imagem com a qual várias mães se identificaram: o seio machucado.

“Vivi tanto que perdi inclusive, um pedaço de mamilo. Esfolou sangrante pertinho da boca do bebê. Perdi o fôlego. Que dor!”, escreveu ela, que é mãe de Uri, 5 meses. 

Bico do peito rachado: por que acontece na amamentação?

A pega incorreta do bebê é uma das principais causas de lesões nos seios, junto da tensão e da pressão causada pelo movimento equivocado da língua da criança, o que também pode ser uma consequência do freio lingual (língua presa do bebê).

Você sabia? Ao longo da gestação acontece o desenvolvimento das glândulas de Montgomery, as saliências em torno do mamilo que produzem secreções oleosas e anti-sépticas, cuja função é manter o bico protegido e lubrificado. Por isso, a higienização excessiva com óleos, sabonetes, cremes e pomadas não é recomendada nessa época. 

amamentar deitada

O que fazer quando o bico está rachado e dolorido?

Para tratar o bico do peito rachado deve-se passar algumas gotinhas do próprio leite materno em todo bico e deixar secar naturalmente porque o leite é muito hidratante e tem tudo o que a pele precisa para cicatrizar sozinha.

No entanto, também pode ser recomendado pelo médico aplicar uma fina camada de uma pomada de lanolina no bico do peito ao terminar de amamentar. Essa pomada pode ser comprada em qualquer farmácia, mas deve ser retirada com um algodão embebido em água antes de colocar o bebê para mamar. 

A mamãe também pode expor os seios no sol cerca de 15 minutos por dia. Esse procedimento ajuda a proteger os mamilos e combater as rachaduras. 

É contraindicado passar álcool ou qualquer outra substância desinfetante nos mamilos durante a fase da amamentação, para não prejudicar o bebê. Também não é indicado passar bepantol, glicerina ou vaselina.

bico do peito rachado

Posso continuar amamentando com o mamilo rachado?

Sim, pode e deve porque assim o leite não se acumula causando ainda mais dor. O leite e o sangue podem ser ingeridos pelo bebê sem nenhum problema, mas se achar que há sangue demais, fale com o pediatra.

Como evitar as rachaduras no bico do peito

Para evitar rachaduras nos mamilos durante a fase da amamentação é recomendado seguir algumas dicas simples cada vez que o bebê mamar. Confira:

  • Pressionar ligeiramente cada mamilo até sair um pouco de leite e molhar todo o mamilo e aréola com este leite para hidratar a pele, principalmente depois do bebê mamar;
  • Evitar o uso de cremes ou pomadas nos mamilos, utilizando somente se houver rachaduras e sob orientação médica;
  • Utilizar um protetor de mamilos dentro do sutiã e use sempre um bom sutiã de amamentação, pois o número errado pode prejudicar a produção e a retirada do leite;
  • Sempre que possível tirar o sutiã e expor as mamas ao sol para manter os mamilos sempre bem secos, já que a umidade também favorece a proliferação de fungos e bactérias.

bico do peito rachado

Qual a forma correta do bebê mamar?

Nariz livre para respirar corretamente e boquinha aberta, abocanhando toda a auréola é o correto. A barriguinha deve estar encostada na barriga da mães e não deve ter barulhinho de beijo ou estalinho. 

Se você está tentando amamentar e está tendo dificuldades, tente buscar ajuda na maternidade onde o bebê nasceu, com doulas, enfermeiras ou consultoras de amamentação. Acredite no seu poder de nutrir e amamentar, mamãe! Essa é mais uma das fases que vai passar!

posições para amamentar

 

Não quer perder nenhuma de nossas dicas??
Siga todas as nossas redes sociais

FacebookInstagram (@ficargravida) e Pinterest.

Leia mais:

Bico de silicone ajuda ou atrapalha amamentação?

Tratamento com laser beneficia amamentação com mamilos invertidos

Apojadura: Entenda a descida do leite



Fonte: Ficar Gravida

Mais Matérias