Prótese Dentária Fixa: O que é e quando é necessária

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Share on linkedin

Muitas vezes podemos resolver problemas nos nossos dentes com uma simples ida ao dentista, mas nem sempre isso é possível. Existem casos em que a única solução é a remoção, o que pode gerar diversos problemas, tanto estéticos, quando psicológicos e até físicos, já que não ter determinados dentes pode afetar diretamente a sua dieta e seus hábitos de vida. Por essa razão, a prótese dentária é muitas vezes a melhor alternativa. Mas o que ela é exatamente? Em que casos ela é recomendada? Como se adaptar a uma prótese dentária? No texto de hoje vamos abordar não apenas essas, mas diversas outras questões sobre o tema. Portanto, se é do seu interesse saber mais, leia até o fim!

O que é uma Prótese Dentária Fixa?

Antes de mais nada, é importante entendermos o que é uma prótese dentária. Podemos definir esse artefato como algo que visa substituir um dente em sua ausência, ou seja, que cumpre todas as funções que o dente antes cumpria. Quando essa técnica começou a ser desenvolvia, mais ou menos na metade do século passado, as próteses todas eram removíveis, por encaixe ou mesmo por grampos.

As próteses dentárias fixas nada mais são do que aquelas que não podem ser retiradas. A principal vantagem é que a pessoa acaba se acostumando com elas e não precisa se preocupar em higienizar sua prótese de maneira separada dos dentes. Em outras palavras, ela acaba se tornando parte do seu corpo também.

Quando uma Prótese Dentária Fixa é necessária?

Hoje em dia é muito comum que se use próteses dentárias fixas, embora o uso das removíveis não tenha sido totalmente descartado. Basicamente, há três ocasiões em que uma prótese dentária fixa é necessária, são elas:

  • Para recuperar a função mastigatória: Uma prótese dentária fixa ajuda a pessoa a conseguir mastigar de maneira muito melhor do que com uma removível. Portanto, quando há problemas nesse sentido, ela é a mais recomendável.
  • Para a fonética: Muitas pessoas possuem dificuldades na dicção quando usam próteses removíveis, o que pode ser resolvido com o uso de uma fixa.
  • Para a estética: Esteticamente falando, as próteses fixas são muito mais evoluídas. Isso faz com que essa seja a opção para aqueles que desejam melhorar a aparência de seu sorriso.

Tipos de Prótese Dentária

Agora que você já aprender um pouco mais sobre o que é uma prótese dentária fixa e quando ela é necessária, podemos falar finalmente sobre os tipos existentes. Eles são:

  • Coroa Unitária
  • Ponte Dentária
  • Prótese Dentária Fixa de Arcada Total

Vamos falar separadamente sobre como cada uma delas funciona.

Coroa Unitária

A coroa unitária é utilizada quando o dente não está completamente fora de sua boca, ou seja, quando ainda resta alguma parte dele. Essas “capas” fazem com que ele se complete novamente, utilizando o que restou do dente como base.

Ponte Dentária

A ponte dentária é necessária quando o dente de uma pessoa caiu por completo. Ela é usada tendo como base de apoio os dentes laterais. Isso significa que, a cada ponte que uma pessoa tiver, pelo menos dois outros dentes inteiros são necessários.

Prótese Dentária Fixa de Arcada Total

A prótese dentária fixa de arcada total, como o próprio nome sugere, é usada quando a pessoa já não possui mais nenhum dente na boca, resultado de doenças como a periodontite ou mesmo pelo enfraquecimento dos tecidos por causa da idade. Ela pode ser colocada tanto nos dentes superiores quanto nos inferiores e, hoje em dia, é normalmente feita através de implantes.

Como se acostumar com uma Prótese Dentária Fixa?

Durante muito tempo as próteses dentárias foram sinônimo de incomodo para quem as usava. Hoje em dia, com o avanço das tecnologias, é muito mais fácil de se adaptar, ainda que seja necessário um tempo para se acostumar. Por se tratar de uma parte do seu corpo que não é natural, é normal que você sinta certo estranhamento no início, mas é algo superado com o tempo e que permite que você viva uma vida completamente normal e, muitas vezes, melhor do que com as condições de seus dentes anteriormente.

Quando tempo dura uma Prótese Dentária Fixa?

Não é possível indicar exatamente quanto tempo uma prótese desse tipo pode durar, pois isso é algo que depende de diversos fatores, como a qualidade do material utilizado e os cuidados que você toma com essa prótese. Por isso, certas atitudes são essenciais para que ela dure mais tempo, como:

  • Escovar a prótese junto com seus dentes ou como se estivesse escovando os dentes
  • Evitar choques contra objetos
  • Visitar um dentista regularmente
  • Evitar cáries em outros dentes, pois elas podem se infiltrar na prótese também

Tomando essas atitudes, sua prótese com certeza terá uma durabilidade maior, além de também garantir a questão estética – que também é muito importante – por mais tempo. A prótese deve ser trocada apenas quando você sentir incômodos, dificuldades para mastigas ou falar e perceber que ela já possui um aspecto desgastado. Nesses casos, é importante conversar com seu dentista sobre o uso de uma nova prótese dentária fixa.

Cada pessoa possui um organismo diferente e um histórico de vida diferente, o que significa que nem sempre a prótese ideal para um é a melhor para outro. É claro que com o avanço dos estudos odontológicos e da tecnologia, hoje em dia é mais fácil saber quais são as melhores opções para resolver problemas mais sérios dos dentes. Ainda assim, é importante que você converse com seu dentista e entenda quais são suas verdadeiras necessidades, se você precisa ou não de uma prótese dentária e, se sim, de qual tipo. Apesar do tempo de adaptação poder variar, você acaba se acostumando e retomando sua vida normalmente. Afinal, tudo o que queremos é poder viver bem, tranquilamente e sem problemas que mudem a nossa forma de nos relacionar com o mundo. E uma prótese dentária fixa pode resolver esse problema.



Fonte: Trocando Fraldas

Mais Matérias