saiba quais estão liberados –

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Share on linkedin

O consumo de chás na gravidez ainda é um assunto bastante polêmico! Você que gosta dessa bebida já deve ter ouvido alguém próximo dizer que o consumo faz mal na gestação. Será que é verdade?

Chás na gravidez fazem bem?

Para quem é fã de chá, uma boa notícia: existem chás benéficos durante a gestação! Apesar de poucas, estas bebidas naturais podem ajudar a mulher com problemas e doenças comuns, evitando assim o uso de remédios artificiais.

Contudo, dependendo do tipo, é muito perigoso. Determinados chás e ervas podem diminuir a quantidade de leite, causar intoxicação e, até mesmo, provocar um aborto ou parto prematuro.

Esses efeitos ainda não foram comprovados cientificamente. Por isso, para não prejudicar a sua saúde e a do bebê, consulte o seu obstetra para saber exatamente quais chás estão liberados e quais estão proibidos.

chás na gravidez

Mesmo os chás na gravidez que não são considerados perigosos, apenas devem ser consumidos em quantidades de 2 a 3 xícaras por dia. Confira a lista dos LIBERADOS:

  • Chá de erva-doce: tem efeito calmante, diminui desconfortos estomacais e melhora a pressão arterial;
  • Chá de erva-cidreira: também tem efeito calmante e diminui a sensação de inchaço;
  • Chá de alfazema: conhecido como chá de lavanda, é ótimo para diminuir a ansiedade e melhorar o sono;
  • Chá de camomila: não pode ser consumido em excesso, mas pode ser tomado quando a mulher está com distúrbios de sono, enjoo e estresse;
  • Chá de capim-limão: indicado para combater o mal-estar, inflamação e enjoo.

Estes são os chás classificados como de não-risco ou pouco risco para a saúde durante a gravidez, pois agem em funções do organismo que não afetam diretamente a relação entre a mãe e o feto.

Quais chás uma grávida NÃO pode tomar?

Esses são realmente PROIBIDOS, mamãe. Fique de olho:

  • Chá de canela: alguns estudos relacionam a composição do chá de canela com o efeito abortivo. Melhor evitar, né?
  • Chá de hortelã: deve ser evitado na gravidez e, principalmente, durante a amamentação, pois diminui a produção de leite;
  • Chá preto, verde, branco, mate e banchá: por ter muita cafeína e acelerar o metabolismo esses chás devem ser evitados.
  • Chá de cravo-da-índia: é considerado abortivo e altamente metabólico, o que prejudica o organismo da gestante;
  • Chá de salsa: também é considerado abortivo pela ciência, pois aumenta as contrações uterinas e estimula a menstruação.

chás na gravidez

Na lista de chás abortivos também estão o chá de boldo, chá de arruda, cipó-mil-homens, erva-de-bicho, buchinha do norte, confrei, espirradeira, melão-de-são-caetano, erva-de-santa-maria, pinhão-de-purga ou pinhão-paraguaio, poejo e losna. Chás de cascara sagrada, romã, guaco, cavalinha, sene e arnica também não devem ser consumidos durante a gravidez.

Lembre-se de conversar com seu médico antes de tomar qualquer tipo de chá! 

 

Não quer perder nenhuma de nossas dicas??

Siga todas as nossas redes sociais

FacebookInstagram (@ficargravida) e Pinterest.

 

Leia mais:

Vitaminas na gravidez: saiba quais são as essenciais

Exercícios físicos na gravidez: hora de praticar, mamãe!

Gravidez na adolescência: Governo de SP lança campanha



Fonte: Ficar Gravida

Mais Matérias